Tudo igual, mas diferente

0

Frequentemente a internet nos mostra séries de fotografias onde aparece o que tem dentro das bolsas das mulheres pelo mundo, como é o apartamento de cada residente num mesmo prédio, sendo que todos eles têm a planta idêntica e em todas podemos perceber que cada um tem sua singularidade e isso que as tornam especiais e, de certa forma, mágicas.

Na série Poeira e Grooves, o fotógrafo israelense Eilon Paz, baseado no Brooklyn, mostra que por mais que o objeto – no caso o vinil – seja tão comumente colecionado por tantas pessoas, cada coleção possui sua particularidade na organização e armazenamento, o que transparece a personalidade de cada um, onde o objeto é tão comum, mas ao mesmo tempo tão singular. Conheça mais o trabalho do fotógrafo aqui e mais sobre o projeto aquiClique nos nomes e conheça as coleções: Stephen Marshall – Edinburgo

Sam Swig & Eric Bosick – California

Comentários

Deixe seu comentário